sexta-feira, 4 de julho de 2014

Coluna do Chef: O Poder do Hábito

Olá a todos!

Fiquei pensando muito no tema da minha coluna para este mês e já sei: Vou falar sobre alimentação saudável!
E lá fui eu pesquisar sobre o tema. Muitas receitas e dicas de como se alimentar, o que pode e o que não pode, detox, regimes...
Tudo isso já foi muito falado. Eu mesmo já perdi a conta de quantas segundas-feiras prometi que iria parar de comer doce ou então só comer carboidrato no almoço. Na terça, já tinha me esquecido da promessa.
Por que isso acontece comigo e com a maioria das pessoas? Por que nossos pais nos ensinaram a comer coisas boas, mas que na verdade são coisas ruins. Ruins para a nossa saúde.
As crianças não sabem o que é açúcar ou refrigerante, por exemplo, e podem passar a vida toda sem sentir falta destes dois vilões, se não forem estimulados a consumi-los. A sociedade em que vivemos nos conduz a ensinarmos nossos filhos a comerem errado.
Papinhas industrializadas, propagandas maravilhosas de salgadinhos, avós que fazem tudo pelos netos, falta de tempo e mais incontáveis desculpas que nos damos.
Mas se educarmos nossos filhos a comerem de forma correta (e aqui podemos pedir a orientação de um nutricionista) com certeza faremos com que eles comam o que é saudável desde pequenos, com comidas divertidas e saborosas. Assim, criamos o hábito.
 
Oferecer uma gama grande de alimentos e, principalmente, não desistir nas primeiras tentativas é a chave do sucesso. Para que uma criança aceite um novo sabor, temos que oferecer até 12 vezes, pois assim ela não se tornará um “comedor seletivo”.
Lembre-se que o exemplo é muito importante para a criança. Se os pais comem muita carne e carboidrato, comem rápido e não sentam a mesa para fazer as refeições, a criança fará o mesmo.
Crie uma rotina de horário, faça pratos coloridos e as refeições na mesa. Uma reunião familiar onde assuntos interessantes são abordados de acordo com a idade da criança tornarão a refeição um programa bacana.
Se ensinarmos as crianças a comeram da forma certa e criarmos o hábito da boa alimentação, com certeza estaremos ajudando as futuras gerações a tornarem-se adultos mais saudáveis.
 Sei que não é fácil, mas é perfeitamente possível. Crie o hábito, seu filho vai te agradecer.
 
 
 
José Altman
ALTMAN GASTRONOMIA

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário