sábado, 6 de junho de 2015

Pinhão

Coluna do Chef
 

Neste mês de junho, o assunto não poderia ser outro: PINHÃO!
 
O paranaense é um aficionado por pinhão. Nada mais justo, afinal é uma verdadeira delícia. Pena que o preço tenha ficado mais salgado nos últimos anos...
 
Pesquisando um pouco sobre o pinhão, uma parte da nossa história apareceu. Achei interessante incluir alguns parágrafos (na íntegra):

"Nos meses de maio e junho, no tardar do outono do hemisfério sul, as pinhas estouram ao sol do meio-dia, possivelmente como reflexo da dilatação após a manhã fria. Com o estouro estes pinhões espalham-se num raio de aproximadamente cinqüenta metros a partir da plantamãe. Mas, apesar de engenhosa, esta não é a principal forma de disseminaçãodesta notável planta. O homem e os animais que se alimentam desse pinhão também atuam no transporte e disseminação das sementes.
 
 
Os serelepes costumam armazenar os pinhões, enterrando grande quantidade de sementes no solo. Essas sementes acabam sendo esquecidas e assim geram novas árvores. Apesar da crença de que a gralha-azul dissemina o pinhão, na verdade são os pequenos roedores terrestres os principais vetores.
 
Embora no passado o pinhão tenha feito parte da dieta dos índios Kaingang, a coleta para o consumo humano não é recomendada e é até coibida em algumas épocas e locais. Isto ocorre porque os animais silvestres necessitam do pinhão como suplemento alimentar, para enfrentar o inverno. O grande consumo humano poderia portanto prejudicar a perpetuação dessas espécies animais - assim como a da própria araucária." Fonte: Wikipédia.
 
Mas não vamos ficar somente na história, aí vai uma deliciosa receita de risoto de pinhão, fácil de fazer.
 
Ingredientes:
 
- 1/2 kg arroz arbório;
- 1/2 kg pinhão já descascado;
- 1/2  kg lingüiça calabresa;
- 4 copos de água; 
-3 cubos de  caldo de galinha;
- 1 xícara de vinho branco;
- 100 gr de manteiga;
- 1 cebola média picada;
- 150 gr de queijo parmesão  ralado.
 
Coloque os cubos de caldo de galinha para ferver na água e reserve.
 
Frite a linguiça, corte em pedaços pequenos e reserve.
 
Corte o pinhão (já cozido) em fatias pequenas e reserve.
 
Derreta a manteiga em uma frigideira ou panela grande (larga), doure rapidamente a cebola e coloque o arroz.
 
Acrescente o vinho branco, deixe evaporar um pouco e, em seguida, um pouco do caldo, o suficiente para molhar o arroz. Vá colocando a água à medida que for secando. Não pode nem secar demais e nem ficar encharcado. Pode sobrar ou faltar caldo, ajuste conforme a necessidade.
 
Quando o arroz  estiver quase no ponto, coloque o pinhão e a linguiça.
 
Desligue o fogo, coloque o queijo ralado, a manteiga e misture bem.
 
Se quiser sirva na própria panela. E espere o hummmmmmmmmmmmmmm que todos vão fazer, pois fica muito gostoso mesmo.
 
 
 Por ser muito versátil, o pinhão pode ser incluído em diversas receitas, como por exemplo:
 
Entrada/aperitivo: enrolado no bacon e preso por um palitinho.
Pratos: Sopa de pinhão, farofa de pinhão, purê de pinhão... e por aí vai.
 
E o pinhão somente cozido e salgado. Eu adoro!!!
 
José Altman.

 

 

 

3 comentários:

  1. Qdo fui descascar espirrou na minha blusa, vc tem alguma dica pra tirar essa mancha..

    ResponderExcluir
  2. Achei que já tivesse respondido, acho que a minha resposta não foi no dia então. Procurei na internet, mas não achei nada específico. Tinham pessoas dando a dica de passar limão, usar bicarbonato, passar água oxigenada, mas nenhuma garantida de que a mancha sairia...sinto muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda... tb escrevi no dia que vi sua resposta, mas acho que não foi... Disse que tentei de tudo.. usei Vanish, sabão de coco.. e nada adiantou... Vou tomar mais cuidado da próxima vez, mas continuar comendo o pinhão.. é muito bom...
      Obrigada pela ajuda.

      Excluir